O que é Marketing de Intenção, como funciona e quais os benefícios dessa estratégia

Smirnova britovitzk
By Smirnova britovitzk 10 Min Read

Atualmente existem várias estratégias de marketing para atrair consumidores. Mas sabemos que, até chegar ao ponto final da venda, o cliente passa por algumas fases, como o descobrimento de um problema e a busca por soluções para resolvê-lo, conhecendo empresas que possam ajudá-lo. Tudo isso é realizado através de um processo chamado jornada de compras.

Mas, para fazer com que o cliente tenha a iniciativa de escolher e comprar o produto ou serviço de determinada empresa, é preciso compreender suas necessidades. Para isso, as empresas podem pesquisar e coletar os dados de intenção de seus consumidores para saber exatamente o que eles querem e engajá-los no momento em que estiverem mais propícios à compra.

O Marketing de Intenção pode trazer resultados positivos para as marcas conhecerem bem seus potenciais clientes e impulsionar suas vendas. Já conhece essa estratégia? Vamos te apresentar o que é, como funciona, seus benefícios e por que você deve utilizá-la “pra ontem” em seu negócio! Continue lendo este texto até o final e não deixe de conferir!

O que é Marketing de Intenção
O Marketing de Intenção é a prática de analisar o comportamento dos consumidores para identificar suas intenções, entendendo o que estão precisando em determinado momento. Dessa forma, as marcas conseguem conhecer mais a fundo seus potenciais clientes, conhecendo seus interesses e como se comportam.

Assim, as marcas comercializam produtos e serviços baseadas na intenção dos consumidores em comprar ou usar aquele produto ou serviço, influenciando-os exatamente na hora em que estão mais interessados e propícios a realizar uma compra.

Como funciona o Marketing de Intenção?
Então, como as empresas coletam os dados de intenção dos consumidores? Através da internet, é claro! Eles são coletados através das redes sociais, em atividades dentro de um site, da web, fora de um site, ou em motores de busca, como o Google, entre outros. Sabendo disso, o Marketing de Intenção “rastreia” esses dados para usá-los como indicadores das necessidades e desejos dos consumidores.

Explicando melhor como funciona: quando um usuário realiza uma ação na internet ​​– seja acessar páginas de um site, pesquisar algo no Google ou interagir nas redes sociais curtindo e comentando publicações –, ele deixa “pegadas digitais”, dando indícios de seus interesses naquele momento, que poderão ser usados para compreender suas intenções e comportamentos.

Com os dados de intenção em mãos, os profissionais de marketing podem utilizá-los para construir estratégias de marketing personalizadas para o público certo, entendendo a jornada do consumidor, para melhorar a experiência de compra e, assim, impulsionar vendas.

Quer ajuda para colocar nossas dicas em prática?
Entre em contato com a gente!

Benefícios dessa estratégia para um negócio
O Marketing de Intenção proporciona uma boa base de conhecimento para as marcas sobre seus consumidores, conseguindo, assim, otimizar estratégias de marketing para atraí-los e, dessa forma, alcançar melhores resultados. Veja os benefícios de utilizar o Marketing de Intenção:

  1. Análises mais precisas
    Com o conhecimento do comportamento dos usuários, as empresas conseguem fazer análises mais precisas e oferecer conteúdos adaptados aos interesses dos consumidores. Assim, é possível antecipar as necessidades dos potenciais clientes e saber como se comportam quando expostos a determinados anúncios ou conteúdos.

As análises podem ajudar a manter o bom relacionamento com a audiência, gerar leads mais qualificados e aumentar as conversões, orientando as decisões em cada etapa do funil de vendas.

  1. Concentrar esforços nas pessoas certas
    As informações colhidas dos dados de intenção ajudam a alcançar as pessoas certas, com a mensagem ideal e no momento mais propício. Assim, as empresas podem alinhar suas estratégias e seu orçamento aos interesses do consumidor, adaptando suas campanhas para atender às necessidades do seu público.
  2. Personalizar experiências
    O Marketing de Intenção pode ser uma ferramenta poderosa para melhorar a experiência do cliente, com conteúdos e anúncios direcionados aos seus desejos e necessidades. Rastreando suas atividades, a estratégia fornece informações valiosas sobre o seu comportamento e suas preferências.

Através dos dados de intenção, as empresas podem criar conteúdos e fazer interações mais relevantes para o consumidor com base no que ele necessita naquele momento e não oferecer algo indesejável. Também é possível identificar o que pode ser ajustado para alcançar mais engajamento e conversões.

  1. Melhora no engajamento
    O desenvolvimento de conteúdos voltados aos interesses do consumidor contribui para aumentar o engajamento. Quando os usuários são impactados por mensagens que induzem aos seus interesses e desejos, eles ficam mais propensos a interagir.

Além de aumentar o engajamento, essa personalização também ajuda a estabelecer confiança e lealdade, além de auxiliar na criação de uma boa conexão entre o consumidor e a marca.

  1. Aumento do ROI
    Quando direcionamos mensagens personalizadas para as pessoas certas e no momento mais propício, há a possibilidade de gerar mais conversões e, assim, melhorar os resultados da estratégia. Com isso, o retorno sobre investimentos em marketing (o ROI) aumenta.

Estratégias mais usadas pelo Marketing de Intenção
O Marketing de Intenção pode ser aliado a diferentes estratégias. Vamos conhecer algumas delas?

Recomendação de produtos
Uma das estratégias mais usadas e que traz mais resultados é a recomendação de produtos aos potenciais clientes com base em seus interesses e necessidades. Quando o consumidor navega pela internet – seja pelas redes sociais ou pelo site de uma marca –, as empresas podem oferecer recomendações de produtos de acordo com as intenções do consumidor.

Os anúncios podem ser inseridos estrategicamente, além de sugestões de produtos e conteúdos nas redes sociais, blog ou e-mail marketing que sejam de interesse dos usuários.

Remarketing
Essa é uma estratégia muito conhecida no marketing digital e que consiste em mostrar anúncios para pessoas que visitaram recentemente um site e que demonstraram interesse em um determinado produto.

Devido ao rastreamento de dados sobre o comportamento do usuário visitando um site, por exemplo, as empresas podem criar campanhas de anúncios de remarketing personalizados direcionados aos usuários que visitaram suas páginas.

Pop-ups
Os pop-ups são pequenas janelas que aparecem em um site quando o usuário tem a intenção de fechar a página onde está navegando e, baseado nos comportamentos de navegação, o pop-up tenta persuadir o usuário a não deixar a página e a realizar outra ação, como assinar uma newsletter ou fazer um cadastro, por exemplo.

Com o uso dos pop-ups, é possível também saber dados do usuário, como nome, e-mail, telefone, localização e idade, entre outros. Dessa forma, anúncios podem ser feitos de forma personalizada, de acordo com os dados de pesquisa do usuário.

Técnicas de SEO
As estratégias de SEO se baseiam justamente nas intenções de busca dos usuários. Quando um usuário busca por um determinado termo no Google, ele pode ser atraído para um site, se este site aparecer em um dos primeiros na busca do Google.

Para usar técnicas de SEO, é preciso entender o que o usuário está procurando e o que ele deseja encontrar ao pesquisar nos motores de busca usando as palavras-chave que o levarão ao que busca/deseja.

Como aplicar o Marketing de Intenção na prática?
O Marketing de Intenção é usado por meio de ferramentas e plataformas específicas que fazem essas análises.

O próprio Google possui alguns recursos que possibilitam fazer análises de intenção e comportamento dos usuários. Temos à disposição o Google Analytics e o Google Search Console, que permitem monitorar o perfil e as atividades de pessoas que acessam o site de uma empresa, e o Google Trends, que possibilita acompanhar a evolução do volume de buscas por determinadas palavras-chaves.

Também existem várias outras ferramentas no mercado – algumas pagas e outras gratuitas – que permitem mapear o comportamento do usuário, como Heatmap, SEMRush, Ubersuggest e Woopra, entre outros.

Share This Article
Leave a comment

Deixe um comentário